A. D. 2230

ad2230[fc4]

Autor: Amílcar de Mascarenhas

Original: 1938

Editora: Parceria A. M. Pereira

Comentário: A guerra aproxima-se. De um lado estão os Estados da América do Norte e a Confederação Europeia. Fruto da vitória do movimento feminista, ambas as superpotências são governadas por mulheres. Do outro lado está o Império Português. Governado por gémeos, compensa a inferioridade de recursos com a supremacia tecnológica.

Propaganda óbvia aos valores do regime salazarista, é um livro três em um, congregando habilmente ficção científica, aventura de espiões e romance de cordel.

Como exercício de futurologia, o livro falha em toda a linha.

Apesar de ignorar olimpicamente as leis da física, o autor revela talento narrativo e uma imaginação a roçar o brilhante, sendo o aeroporto de Lisboa (visível na capa) o expoente máximo das projectadas maravilhas do futuro.

Viagem no tempo

bru05[fc8]

Autor: Ursula K. Le Guin

Original: City of illusions – 1967

Série: Hainish

Editora: Bruguera

Colecção: Ficção Científica

Número: 5

Comentário: Num milénio, o homem passou da era espacial a um conjunto de pequenas comunidades isoladas e quase selvagens. Um homem estranho e sem memória viaja pelo continente americano em busca de respostas sobre a sua origem. O seu objectivo é a cidade onde estão os novos senhores da Terra.

A viagem é cheia de peripécias interessantes, mas o encontro com os invasores não convence muito. Demasiadas mentiras (ilusões) acabam por confundir o leitor.

Obs: A tradução do título não faz sentido. O livro refere comunicações instantâneas e viagens à velocidade da luz, mas não viagens no tempo.

Outras edições: Livros do Brasil * Argonauta # 391 * A cidade das ilusões

Outro espaço – outro tempo

galaxia09[fc4]
Autor: H. J. Campbell

Original: Another space – another time – 1953

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 9

Comentário: Um cientista inventou em segredo uma máquina do tempo que também permite saltar entre universos. Um agente governamental encarregado de fiscalizar descobertas científicas percebe que a descoberta abre a porta da Terra a alienígenas hostis.

História bem contada mas sem pingo de originalidade. Resumindo, é apenas uma luta entre extraterrestres feios, maus e poderosos contra um humano hábil e corajoso. Nem as descrições de ambientes futuristas acrescentam algo de novo.

Ciclo: zero / Os gigantescos animais

galaxia02[fc4]

Autor: Peter Randa / Poul Anderson

Original: Cycle zéro – 1961 / Wildcat – 1958

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 2

Comentário: Num planeta restam pouco mais de cem humanos. Velhos e estéreis, almejam a eternidade. A excepção é um jovem desprezado que deseja revitalizar o planeta. O confronto é inevitável.

O conto de Anderson dá-nos a conhecer uma equipa que viaja 100 milhões de anos para o passado para explorar petróleo. Os dinossauros são um incómodo perigoso, mas os segredos dos militares deixam o chefe da expedição à beira de um ataque de nervos.

Obras que proporcionam uma leitura agradável, mas sem especial brilhantismo. O processo de deslocação no tempo é um bocado confuso.

Obs.: Nos anos cinquenta, o conhecimento das características e comportamento dos dinossauros era bastante rudimentar. Daí resulta que os animais retratados no texto parecem bastante diferentes dos que conhecemos.

Comando de transplantação / O paralelo

galaxia11[fc4]

Autor: Peter Randa / J. Francis McComas

Original: Commando de transplantation – 1961 / Parallel – 1955

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 11

Comentário: Uma nave colonizadora descobre um planeta adequado. Os nativos, embora atrasados, são civilizados. Enviam então um homem para descobrir os costumes locais e preparar a instalação dos companheiros. Tudo corre mal desde o início e o herói vê-se perseguido pela polícia francesa.

No conto “O paralelo” temos uma nave de exploração terrestre tentando estabelecer contacto com os nativos de um planeta distante. A hostilidade dos locais deita por terra os objectivos da missão.

A obra principal, apesar de movimentada, serve apenas para enumerar diferenças sociológicas e tecnológicas entre os visitantes e os terrestres.

O conto é brilhante, mostrando não só as dificuldade de um possível contacto, mas também as diferenças entre os exploradores e ilustra perfeitamente a incapacidade de adaptação de alguns especialistas a circunstâncias invulgares.

Os pescadores de Trevamar

limit03[fc8]

Autor: Roger Eldridge

Original: The fishers of Darksea – 1982

Editora: Clássica Editora

Colecção: Limites

Número: 3

Comentário: Uma pequena ilha na região polar alberga uma tribo de pescadores. Sendo altamente radioactiva, os seus habitantes evoluíram de modo a sobreviverem em tais condições, mas agora são incapazes de tolerar a água do mar e o gelo normais.

Muito imaginativo, principalmente na descrição dos costumes da ilha. Demasiado palavroso, abranda sem necessidade o desenrolar normal da história.

O mundo em chamas

galaxia13[fc4]

Autor: H. K. Bulmer (Kenneth Bulmer)

Original: World aflame – 1954

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 13

Comentário: Um cientista e agente secreto vê-se envolvido em vários problemas. Por um lado, o foguetão atómico em que trabalha é sabotado. Por outro, um ex-comando pede-lhe ajuda ao ser perseguido depois de ter encontrado uma caveira antiga e a sua casa é assaltada por homens voadores. Ao mesmo tempo, terramotos e vulcões ameaçam todo o planeta.

Leitura fácil, mas o autor dispersa a sua atenção por várias sub-histórias e acaba sem conseguir ligar tudo convenientemente.

O Atlântico tem duas margens

Antologia da novíssima ficção científica portuguesa e brasileira.

atlantic2m[fc4]

Selecção, introdução e notas sobre os autores: José Manuel Morais

Editora: Caminho

Colecção: Ficção Científica

Número: 155

Contos:

  • Olhos roxos, coração de chuva – João de Mancellos
  • Quando é preciso ser homem – Finisia Fideli
  • A verdadeira invasão dos marcianos – João Barreiros
  • A ética da traição – Gerson-Lodi Ribeiro
  • Entardecer – Manuel F. S. Patrocínio
  • Sonhadora – Jorge Luiz Calife
  • Eu, alienígena – Daniel Tércio
  • Capacetes azuis, verdes e amarelos – Roberto de Souza Causo
  • Os minino da noite – José de Barros
  • O altar dos nossos corações – Ivanir Calado
  • O mundo distante – Luís Filipe Silva
  • A capilomante – José Carlos Neves
  • Instante zero – João Paulo Cotrim
  • Primeiro amor – José Manuel Morais

Comentário: Contos de qualidade muito variada.
O livro vale pela originalidade da selecção e por algumas pérolas recolhidas do lado de lá do Atlântico.

Obs.: No livro, o autor de “Sonhadora” é identificado como José Luís Calife.

A alavanca do tempo

galaxia34[fc4]

Autor: Law Space (Enrique Sánchez Pascual)

Original: La palanca del tiempo – 1957

Editora: Agência Portuguesa de Revistas

Colecção: Galáxia 2001

Número: 34

Comentário: Um professor descobre uma máquina capaz de dominar o tempo e faz um ultimato a todos os governos da Terra. No ambiente da Guerra Fria, uma mistura entre “A máquina do tempo” e “Senhor do mundo”.

Enquanto brilham as estrelas

galaxia46[fc4]

Autor: H. S. Thels (Enrique Sánchez Pascual)

Original: Mientras brillan las estrellas … – 1960

Editora: Agência Portuguesa de Revistas

Colecção: Galáxia 2001

Número: 46

Comentário: Um cientista polaco descobre uma forma de obter energia ilimitada, mas a descoberta também permite construir facilmente bombas com uma potência nunca antes alcançada. Franceses, ingleses, russos e americanos vão tentar apoderar-se do professor. Um jovem marciano vem à Terra para impedir que o conhecimento fique nas mãos erradas.