Ciclo: zero / Os gigantescos animais

galaxia02[fc4]

Autor: Peter Randa / Poul Anderson

Original: Cycle zéro – 1961 / Wildcat – 1958

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 2

Comentário: Num planeta restam pouco mais de cem humanos. Velhos e estéreis, almejam a eternidade. A excepção é um jovem desprezado que deseja revitalizar o planeta. O confronto é inevitável.

O conto de Anderson dá-nos a conhecer uma equipa que viaja 100 milhões de anos para o passado para explorar petróleo. Os dinossauros são um incómodo perigoso, mas os segredos dos militares deixam o chefe da expedição à beira de um ataque de nervos.

Obras que proporcionam uma leitura agradável, mas sem especial brilhantismo. O processo de deslocação no tempo é um bocado confuso.

Obs.: Nos anos cinquenta, o conhecimento das características e comportamento dos dinossauros era bastante rudimentar. Daí resulta que os animais retratados no texto parecem bastante diferentes dos que conhecemos.

Noite sem fim

noitesemfim[fc4]

Autor: Poul Anderson

Original: The long night – 1983

Série: Technic History

Editora: Francisco Alves

Colecção: Novos Mundos da FC

Número: 7

Contos:

  • O saqueador espacial (The star plunderer)
  • Posto avançado do Império (Outpost of Empire)
  • Uma tragédia de erros (A tragedy of errors)
  • O compartilhamento da carne (The sharing of flesh)
  • Nevoeiro estelar (Starfog)

Comentário: Conjunto de episódios que decorem durante o declínio do império terrestre.

A imaginação do autor, aliada aos conhecimentos de História e Astronomia, criou mundos e pessoas de cuja real existência não se pode duvidar.

Obs: Inclui uma cronologia da Civilização Técnica

O sol invisível

sol invisivel [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: The trouble twisters – 1965 ( Trader team )

Série: Technic history – David Falkayn

Editora: Bruguera

Colecção: Ficção Científica

Número: 2

Contos:

  • A roda de três pontas (The three-cornered wheel)
  • O sol invisível (A sun invisible)
  • A revolta dos sêres do espaço (The trouble twisters / Trader team)

O barco com um milhão de anos

barco milhao [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: The boat of a million years – 1989

Editora: Europa-América

Colecção: Nébula

Número: 41

Comentário: E se algumas pessoas nunca envelhecessem?
Como seria a sua vida ao longo dos séculos?
Como esconderiam a sua condição de familiares, amigos e conhecidos?
Um excelente livro até chegar à parte final.

A grande cruzada

u3c12 [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: The high crusade – 1960

Editora: Ulisseia

Colecção: 3-C

Número: 12

Comentário: Em 1345, aterra em Inglaterra uma nave de exploração alienígena. Os bravos guerreiros locais derrotam os homenzinhos azuis, apoderam-se da nave e partem à conquista das estrelas.
Aventura e humor em doses generosas. Imperdível!

Obs: Nomeação para o Prémio Hugo

Mundos rebeldes

pn43 [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: The rebel worlds – 1969 (Commander Flandry)

Série: Dominic Flandry

Editora: Panorama

Colecção: Antecipação

Número: 43

Comentário: Flandry é enviado para investigar (e resolver…) uma rebelião na periferia do império.
Sem o ritmo e o humor de outros livros da mesma série.
A tradução miserável, com passagens incompreensíveis, também não ajuda.

A raposa do espaço

pn18 [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: The star fox – 1965

Série: Gunnar Heim

Editora: Panorama

Colecção: Antecipação

Número: 18

Comentário: Um planeta com meio milhão de humanos é ocupado por outra raça. Será que ainda podem ser salvos?
Perante a apatia das autoridades e o falhanço da diplomacia, uma expedição particular vai tentar o impossível.
Muita intriga e aventura permitem momentos bem passados.

Órbita ilimitada

pn57 [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: Orbit unlimited – 1961

Editora: Panorama

Colecção: Antecipação

Número: 57

Comentário: Não consegui ler até ao fim.

Obs: Provavelmente, a pior tradução que alguma vez encontrei.

Viagem ao infinito

pn53 [fc]
Autor: Poul Anderson

Original: Tau zero – 1970

Editora: Panorama

Colecção: Antecipação

Número: 53

Comentário: Uma viagem de dez anos (tempo da nave) para exploração e possível colonização de um planeta a 32 anos-luz sofre um percalço que lhe retira a possibilidade de desacelerar. Será a tripulação capaz de resistir ao desânimo?
Começa bem, mas vai perdendo ritmo e termina com uma solução atamancada.

Obs: Nome do autor com gralha na capa