Os visitantes

Autor: Clifford D. Simak

Original: The visitors – 1979

Comentário: Uma das mais peculiares invasões de extraterrestres da história da FC.

O meu livro favorito de Simak.

 

Anúncios

As maravilhas do ano 2000

Autor: Emilio Salgari

Original: Le meraviglie del duemila – 1907

Editora: Romano Torres

Colecção: Salgari

Número: 32

Comentário: Dois homens são “conservados” durante cem anos e acordados no ano 2000. Na sua aventurosa viagem pelo mundo, vão observando os fantásticos progressos tecnológicos realizados.
Previsões a cem anos estão fatalmente condenadas ao insucesso, mas a leitura é interessante e agradável.

Obs: Num aspecto fundamental, a previsão de Salgari saiu acertada. Ainda hoje a conservação de seres humanos é “apenas” ficção científica.
Curiosidade: A viagem termina em Portugal.

Santuário no espaço

Autor: John Brunner

Original: Sanctuary in the sky – 1960

Editora: Rio Gráfica

Colecção: Galáxia

Número: 16

Comentário:
Um planetóide artificial é objecto de cobiça por várias raças. A chegada de um estranho visitante vai perturbar o delicado equilíbrio existente.

Uma trama bem montada e de agradável leitura.

Abismos da galáxia

Autor: Gardner Fox

Original: The hunter out of time – 1965

Comentário: Um homem do nosso tempo é arrastado para uma viagem pelo futuro.
História muito básica, com inúmeras inconsistências. Em momento algum se sente que aquilo poderia (poderá?) acontecer.

Antologia cósmica

antologia cosmica

Organização: Fausto Cunha

Editora: Francisco Alves

Colecção: Mundos da ficção científica

Número: 22

Contos:

  • Primeiro contacto (First contact) – Murray Leinster
  • Homo Sol (Homo Sol) – Isaac Asimov
  • Missão de salvamento (Rescue party) – Arthur C. Clarke
  • Berom (Berom) – John Berryman
  • Viagem às fronteiras do infinito – Fausto Cunha

 

Comentário: Quatro dos melhores contos alguma vez escritos a respeito do primeiro contacto da humanidade com civilizações extraterrestres. O conto de Fausto Cunha não está ao mesmo nível, mas ficaria bem em qualquer outra colectânea.

Obs: Inclui o script radiofónico de Howard Koch, em adaptação livre do romance A guerra dos mundos de H. G. Wells, e levado ao ar por Orson Welles a 30 de Outubro de 1938.

 

 

Raça cósmica

Autor: Mack Reynolds

Original: Dawnman planet – 1966

Série: United planets

Comentário: Quando a humanidade já colonizou mais de 4000 planetas, descobre-se uma raça inteligente e muitíssimo avançada.
Uma engraçada história de espionagem e acção. Só é estranho que daqui a umas centenas de anos quase tudo funcione como no século XX…

Atentado cósmico

atentado cosmico

Autor: Jean-Gaston Vandel

Original: Attentat cosmique – 1953

Editora: Editorial Organizações, Lda

Colecção: Antecipação

Número: 2

Comentário:
Os habitantes do gélido décimo planeta pretendem ocupar a Terra. Mas antes, precisam de eliminar os humanos.
Uma história emocionante, ao nível das melhores da época.

Em busca de novos mundos

fontemarfc4

Autor: Oliveira de Fontemar

Original: Edição de autor – 1965

Comentário: Uma nave de exploração da Terra visita dois satélites de um planeta distante. No primeiro encontra algumas raças inteligentes com aspecto de animais. No segundo vivem seres humanos liliputianos.
Uma história um tanto infantil onde os poderosos terrestres tentam levar a “justiça” aos confins do universo.

Obs: Do mesmo autor, estava previsto “O planeta dos autómatos”

Zorgan, império cósmico

bru04[fc8]
Autor: John Rackham

Original: The double invaders – 1967

Comentário: A frota de Zorgan prepara-se para conquistar Scarta, um planeta pouco avançado, desarmado e escassamente povoado.
Parecia ser um passeio, mas os locais têm alguns trunfos na manga.
Leitura muito agradável. História cheia de surpresas, alternando entre o trágico e o cómico.

Vírus letal

bru28fc8

Autor: Barrington J. Bayley

Original: The star virus – 1970

Comentário: Rodrone é um pirata do espaço. Ao roubar um estranho artefacto pertence a uma raça inimiga vai ficar em sérios apuros.
Livro muito bom. Além da animação da história, levanta algumas questões bastante interessantes sobre a humanidade.

Obs: O vírus do título é metafórico.